INTERNET – Publicidade online precisa de criatividade e objetividade

em
Fonte: Portal PEGN
Um estudo recente da empresa de pesquisa em propaganda digitalDynamic Logic constatou que a criatividade é a grande responsável pelo sucesso ou fracasso de uma propaganda digital. O objeto de estudo foram 170 mil anúncios criados para veiculação online. Evidentemente, modos e locais de veiculação são fatores importantes, mas a lógica da atratibilidade da propaganda não perde o sentido, ainda mais considerando a velocidade de como as coisas mudam nainternet.
Para ajudar a entender a ideia, a Dynamic Logic deu algumas dicas para uma publicidade mais bem sucedida na web:
A marca deve aparecer proeminentemente no anúncio: intriga e mistério raramente são boas estratégias em campanhas online. O estudo notou que anúncios com logomarcas praticamente onipresentes atraem mais atenção e têm melhores resultados.
Faça cada segundo contar: o anúncio deve carregar a mensagem da marca (seja visual ou textual) o tempo todo. O tempo que a propaganda fica sob os olhos do espectador é curto demais para ser mal-aproveitado.
Anúncios que tomam tempo para se revelar não funcionam:Novamente, é aquele problema do tempo delegado pela pessoa ao anúncio. Vá direto ao ponto, porque não se pode partir do pressuposto que alguém ficará esperando enquanto assiste à propaganda toda. Vídeos com alta capacidade de entreter o receptor da propaganda são uma exceção à essa regra.
Seja simples: não use muito mais do que duas mensagens em suas propagandas. Divulgação de informação em excesso tira a atenção dentro de um ambiente que exige celeridade.
Use pessoas: o estudo constatou que o uso de pessoas em imagens funciona especialmente bem principalmente em campanhas de serviços financeiros.
Vale lembrar, contudo, que assim como na televisão, em revistas e jornais, uma propaganda deve ser direcionada a um público-alvo. Pensar que só por estar na web o anúncio pode atingir pessoas fora desse público pode ser um tiro no pé. A tendência da web é tornar o conteúdo cada vez mais customizável, o que alguns especialistas chamam de Web 3.0. Nesse universo, pré-determinações de preferências de conteúdo do usuário privilegiam o acesso de determinados tipos de informação frente a outros. Alguns sites disponibilizam esse serviço por opção do usuário, outros analisam os cookies e históricos da pessoa que o acessa e direcionam informações para ele. Para o marketing, isso significa que, cada vez mais, o usuário só entrará em contato com a propaganda destinada ao seu perfil. Com pouco espaço e pouco tempo para apresentar um produto ou serviço, o ideal é ser criativo e, quanto mais direto, melhor.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s