TENDÊNCIA: Micro apartamentos

Que os apartamentos estão ficando cada vez menores não é novidade. Com o aumento do preço do m² nas áreas centrais, e a dificuldade de deslocamento de locais mais distantes, a lógica dita que as famílias terão de se acostumar a espaços menores.

Mas quão menores? Para responder essa pergunta, o mercado imobiliário lança a tendência dos micro apartamentos: lares inteiros em até 60m²

E para que mais espaço que isso? O Censo de 2010 deu o dado de que 33,2% das residências atuais tem somente um morador. Na região Sul do país o número chega a 46,4% –  quase metade.

No Brasil, um dos ícones dos micro apartamentos é o Vita Bom Retiro em São Paulo, que oferece studios e apartamentos entre 14m² e 60m². Para suprir as outras necessidades que podem surgir por se morar sozinho e em um local tão pequeno, o empreendimento oferece diversas facilidades como: aluguel de carro, moto e bicicleta pay per use, apartamento compartilhado para hospedes (reserva estilo salão de festas), lavanderia compartilhada, espaço gourmet e até loja de conveniências.

(planta de um Studio no Vita Bom Retiro)

Essa noção de viver em locais minúsculos pode ser nova para os brasileiros, mas em grandes metrópoles do mundo já é uma realidade antiga.

No Japão, os micro apartamentos são famosos. Agora, Nova Iorque e Paris entram na lista dos locais onde 20m² é um tamanho aceitável para um lar.

Até 2013, Nova Iorque tinha uma lei municipal que não permitia a construção de apartamentos com menos de 37m². Com o fim dessa lei, os empreendimentos com micro apartamentos e studios estão proliferando pela ilha. O prefeito Michael Bloomber, ao finalizar a lei, lançou um concurso arquitetônico chamado adAPT, que buscava soluções criativas aos micro apartamentos. Os projetos vencedores foram expostos no museu da cidade, com o objetivo de estimular o debate sobre esse novo tipo de moradia.

( My Micro NY foi o projeto vencedor, que sugere a construção do prédio por módulos)

Para mobiliar e transformar esses pequenos espaços em casas totalmente funcionais, arquitetos e designers estão se superando na criatividade.

Graham Hill criou um apartamento de 37m² com 7 cômodos! Dois quartos, um escritório, uma cozinha, uma sala de estar, uma sala de jantar e um banheiro. Ele utilizou paredes móveis, que deslizam em trilhos e vão adaptando a casa de acordo com a necessidade do momento.

(a parede desliza e forma os cômodos necessários)

Fontes: nArtchitects, Marketing Mob, Catraca Livre

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s