MARKETING: Tendências para 2017

Continuando com nossa série temática de posts sobre tendências para 2017 com base no relatório anual de tendências da J. W. Thompson Inteliggence. Apresentamos diferentes segmentos, as tendências listadas deverão impactar diretamente mercados, produtos, marcas e serviços no próximo ano. Inspire-se, reflita e se necessário repense seu negócio, pois o mundo muda cada vez mais rápido.

Iniciando esta série temática trazemos algumas tendências de marketing que irão pautar 2017:

1) Novos meios

Com a saturação dos meios tradicionais e dos meios virtuais de divulgação de propagandas, continua a busca por novas mídias onde expor a comunicação das empresas. Uma das empresas que despontou em 2016 para isso foi o Twitch.

O Twitch é uma plataforma de stream de jogos, basicamente pessoas do mundo inteiro apresentam ao vivo suas habilidades no vídeo game para centenas e às vezes milhares de outras pessoas. O Twitch foi comprado pela Amazon em 2014 e de lá pra cá diversas marcas já viram seu valor para ads como Coca-Cola, Pepsi, Pizza Hut, Old Spice e Red Bull. Já a Netflix se dispôs a fazer algo completamente diferente com o Twitch e convidou alguns jogadores famosos da plataforma para um evento de divulgação do Stranger Things, onde os players jogaram e fizeram stream em um porão similar ao que aparece na série. A série Mr. Robot também usou o Twitch em sua divulgação, apresentando em uma stream um jogador hacker com o mesmo dilema de necessitar conseguir direnheiro que o personagem principal da série.

Outra plataforma de comunicação que está esperando para uma maior aceitação pelas empresas é a realidade virtual. Estudos feitos por YuMe e Nielsen demonstram que propagandas apresentadas em VR tem 27% a mais de resposta emocional do que as apresentadas em duas dimensões. A North Face e a BMW já começaram a experimentar com essa oportunidade.

02
a stream de Mr. Robot convidada os espectadores a quebrarem códigos para conseguirem dinheiro para o jogador

2) Elas

As mulheres não são um nicho de mercado, elas são a maior força do mercado. E agora busca-se nichos dentro desse enorme grupo. Uma das subdivisões que mais tem chamado atenção às marcas é o das mulheres solteiras. Com a idade de casamento sendo em média 27 anos para mulheres nos EUA, fica claro que uma boa parte de sua vida a mulher não precisará consumir para casa-família-e-filhos, mas sim para si mesma.

Com isso em mente, surge a SinglesSwag, marca de caixas por assinatura que todo mês entrega cosméticos, livros e acessórios escolhidos para mulheres solteiras. Na China, onde a mulher não ter casado até os 30 anos ainda é visto com muito mal olhos, a marca de beleza SK-II lançou um vídeo publicitário em formato de documentário em que convidava a família de 3 mulheres solteiras a repensar como viam essas pessoas que se transformou em um viral mundial.

Outro nicho de mulheres é das Donas, as patroas. São mulheres empreendedoras e investidoras, a frente de seus próprios negócios e que estão usando esse fato para se comunicar melhor com suas consumidoras. Nos EUA, a Tartine Bakery, cafeteria/padaria comandada por mulheres, fez questão de no mínimo 50% de sua carta de vinhos fosse de vinícolas cujas donas também fossem mulheres.

3) Embalagens camufladas

É uma situação comum: chegar em uma estante do supermercado para comprar um produto, como Ketchup, e quase todos as marcas terem embalagens semelhantes. Todas vão ser vermelhas, vão ser aproximadamente do mesmo tamanho, terão detalhes em branco ou amarelo. Algumas empresas já começaram a quebrar com paradigmas assim, no final de 2015 a Moschino lançou uma linha de fragâncias cujas embalagens lembravam produtos de limpeza. A Apa Beauty vende produtos de higiene dental mas os embalas como se fossem cosméticos. Em um mundo onde tudo é tão similar, por que não chamar atenção fingindo ser o que não é?

apa-beauty-line
Pasta de dentre e clareador dental da Apa Beauty

4) Geração X, os esquecidos

A geração X, agora entre seus 35 a 55 anos foi esquecida pelo âmbito do marketing. Agora eles voltam a ter seu momento.  Pesquisas demonstram que mulheres nesse grupo utilizam por volta de 5 ou mais produtos de beleza, o maior patamar de todos os grupos de idade, e ainda assim acreditam que as marcas não desenvolvem produtos para elas. Vendo gaps de mercado como esse, foi lançada a Midult uma plataforma de mídia voltada a mulheres da geração X. Ainda que a geração X não tenha o poder de compra e o tempo dos baby boomers, nem tenha o potencial futuro do millennials, eles ainda são grandes influenciadores dessas duras gerações.

5) Parcerias inesperadas

A internet dos filmes pornográficos e dos encontros já é comum a uma parcela representativa da população, mas ainda são assuntos tidos como tabus. Dificilmente os consumidores de marcas como Grindr e PornHub divulgam abertamente seu amor por essas marcas. Aí que surgem parcerias entre marcas assim com outras marcas que querem brincar com a ideia de tabu e de proibido.

Em 2016, a Hood By Air fez parceria com a PornHub em seu desfile no New York Fashion Week e seus modelos desfilaram com roupas que tinham frases remetentes ao gigante da pornografia como “Nunca Confie em uma Menina de Igreja” e “Hustler”.

mtqxndq4nju5nzc3nji3nzi4
Desfile da Hood By Air em parceria com a PornHub

6) Consumo político

Cada vez mais os consumidores querem estar alinhados politicamente com suas marcas favoritas, mas nem isso é o suficiente agora. 2016 foi um ano bastante político em diversos países, seja o impeachment brasileiro, as eleições norte-americanas ou o brexit inglês e ‘vestir a camisa’ tomou um novo significado. A indústria fashion oferece suas opiniões políticas estampadas no peito, para quem quiser fazer questão que o resto do mundo saiba. As pessoas também querem que as marcas que consomem se posicionem a respeito dos mais diversos assuntos políticos e sociais que afetam a sua comunidade, ainda que não seja do âmbito direto do marca. Não basta o Whole Foods se posicionar a respeito de alimentação orgânica, ele também precisa se posicionar a respeito do papel da mulher na sociedade e sobre as eleições presidenciais.

vistadireita-nexiste
a Vista Direita é uma marca de roupa brasileira que oferece roupas com estampas políticas e econômicas

ACOMPANHE >>> No próximo post vamos falar de tendências de Comidas e Bebidas. 

—–

A INEX é uma empresa de Inteligência, Estratégia e Ação que além de desenvolver projetos e serviços empresariais, sacia o seu ímpeto curioso através deste blog. Nele, trazemos o que há de vanguarda em diferentes áreas de conhecimento do mundo dos negócios.Te convidamos para também acompanhar as nossas redes e seja como for, se conectar conosco e compartilhar as suas idéias.

FACE        linkedin

Cadastre o seu e-mail para ficar por dentro das novidades e conteúdos da INEX:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s